Recomende o blog:
    

Problemas Cardíacos em cães

As principais doenças

Um em cada 4 cachorros com mais de 7 anos possuem alguma doença do coração. Conheça algumas das principais doenças cardíacas em que o seu cão está sujeito

Cuidado seu cachorro pode sofrer do coração! A frase pode parecer um pouco exagerada, mas infelizmente ela é real e muito comum entre os cachorros. Ela é fundamentada pelo inquérito realizado no ano de 2008 pela empresa Boehringuer Ingelheim a 1.531 proprietários de cães da Austrália, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido e EUA. Que conclui Um em cada quatro cães com mais de sete anos tem alguma doença cardíaca.
"Estima-se que 10% dos cães venha a desenvolver uma doença cardíaca e metade dos donos inquiridos não sabe se o seu animal tem ou não o coração doente." (Arca de Noé)
É exatamente na terceira idade que os problemas relacionados com o coração atacam mais. Visitas ao veterinário aliadas a exames clínicos e laboratoriais são de fundamental importância para que seja possível o diagnostico.
Veja Também:
Principais Problemas:
Diferentemente dos Humanos, os cachorros não sofrem de enfartes súbitos e sim de micro-enfartes que o deterioram lentamente.
Nos cães, as doenças cardíacas vão agravando-se progressivamente. Mas tal como nos humanos, os machos são mais propensos ao desenvolvimento de doenças cardíacas do que as fêmeas. (Arca de Noé)
Ao contrário do que podem ocorrer com o homem, os animais não são vítimas de infarto do miocárdio, mas de micro-infartos decorrentes da degeneração do músculo cardíaco. Assim sendo, animais não morrem de infarto. (FAS – FUNDAÇÃO ALEXANDRA SCHLUMBERGER)

Cardiomiopatia Dilatada

Definição

Cardiomiopatia Dilatada ocorre quando, com a dilatação do músculo cardíaco, as paredes do coração tornam-se mais finas assim perdendo a força para bombear o sangue.

"A cardiomiopatia dilatada é uma enfermidade caracterizada por uma variedade de alterações do músculo cardíaco que causam insuficiência no bombeamento do sangue. Como o nome indica, as câmaras cardíacas se dilatam ou aumentam e o músculo do coração propriamente dito se torna mais fino e enfraquece, contraindo-se com muito menos vigor do que o normal. O termo cardiomiopatia significa literalmente "doença do coração"." (Gree pet)


Fibrose ou Endocardiose da válvula mitral

Definição

A Fibrose é mais comum entre os cachorros de pequeno porte. Nesta patologia, com a substituição dos tecidos fibrosos, a válvula começa a enfraquecer, permitindo que parte do sangue inverta o fluxo normal no coração. Os cães podem não sofrer de insuficiência cardíaca, pois, seu corpo, a curto prazo acha maneiras de suprir o oxigênio faltante. Leia a citação a seguir:

"As células começam a libertação hormonal que vão conservar e reter líquidos, o que permite aumentar o volume do sangue. Esta medida é eficaz, mas apenas em curto prazo. A retenção de líquidas prolongada durante meses pode levar à fuga de líquidos que se alojam em regiões indesejadas, como por exemplo, nos pulmões, provocando edemas pulmonares, ou sob pele e no abdômen, ascites. Geralmente quando se fala em insuficiência cardíaca, fala-se também na acumulação de líquidos numa destas regiões do corpo do animal." (Arca de Noé)

Sintomas

Os sintomas, como já citado acima, são mais presentes entre os animais idosos. Problemas como:
  • Dificuldade de Respirar;
  • Alteração da cor na língua;
  • Rejeição a atividades físicas.
  • Sono Demasiado;
  • Fadiga;
  • Tosse.

Os sintomas variam de acordo com estágio da doença.

"Num estado intermédio, a fuga dos líquidos produzidos provoca tosse. Letargia e dificuldade a respirar são outros sintomas comuns. Em estádios mais avançados, o cão tem dificuldade em respirar, mesmo quando está em repouso, podendo chegar a desmaiar. Apresenta também falta de apetite e perda de peso, para além da tosse. A falta de peso é muitas vezes mascarada com o aumento de fluídos, que, apesar de se tratar apenas da acumulação de líquidos, fazem com que o cão fique mais pesado. À medida que a doença progride, o cão torna-se cada vez mais avesso ao exercício." (Gree Pet)

Nos casos de cachorros mais jovens. Os problemas podem ser congênitos e muito difíceis de diagnosticar sem exames específicos. Problemas como arritmia cardíaca podem ser sintomas de doenças cardíacas. Consulte seu médico veterinário e faça exames periódicos.

Tratamento

O Tratamento de doenças cardíacas geralmente é feito por medicamentos. Quanto antes for diagnosticado, maior é a probabilidade de sucesso no tratamento que poderá ser realizado à base de medicamentos específicos para cada uma das variações de doenças cardíacas, inclusive com a utilização de diuréticos e vasodilatadores. Tudo, sempre, a critério do médico veterinário responsável pelo acompanhamento do animal. Dieta especifica e exercícios controlados podem aumentar a expectativa de vida do cão.

''A cardiomiopatia geralmente não tem cura e a regressão espontânea é improvável. As metas primárias do tratamento são amenizar os sinais clínicos de insuficiência cardíaca e prolongar a vida. O tratamento para os casos individuais é estabelecido de acordo com a gravidade dos sinais à época do diagnóstico e à presença ou ausência de alterações como a insuficiência cardíaca congestiva e as arritmias".

"A taurina é outra substância que pode exercer um papel importante no tratamento da cardiomiopatia dilatada, particularmente no Cocker Spaniel." (Gree Pet)


Cachorros com esse tipo de patologia tendem a piorar com a velhice, mas, os sintomas nunca podem ser confundidos como normais. Os cães com cardiopatias diagnosticadas precocemente conseguem viver com qualidade durante vários anos. Contudo, a esperança de vida de um cão cardíaco varia conforme a gravidade dos casos. Nos casos mais severos, em que se verifica a existência de uma insuficiência cardíaca congênita, por exemplo, após a manifestação dos primeiros sintomas, os cães têm entre seis meses a um ano de vida.

Prevenção

A Prevenção para esse tipo de patologia são exames periódicos. Os chamados exames de rotina após os sete anos de idade, além de uma dieta adequada e balanceada, o que auxilia no aumento da qualidade e da expectativa de vida do animal.

Veja Também:

Então é isso pessoal! dúvidas e sugestões podem e devem ser feitas nos comentários

Se você gostou não esquece de curtir ;D