Recomende o blog:
    

Guia de Saúde » Dermatite úmida aguda, “Hot Spots”

Cocando

Olá tudo Bem? Hoje no guia de saúde vamos falar da dermatite úmida aguda. Essa dermatite assola muitos cachorros e pode ter causas bem variadas.




Veja mais sobre saúde canina aqui!



Diagnóstico
Dermatite Úmida aguda, também conhecida no termo em inglês “Hot Spots” (pontos quentes em português), é uma irritação bacteriana da pele que torna a região avermelhada. Tudo começa porque algo irrita a pele do animal.Esse tipo de dermatite é facilmente identificado por pontos avermelhados ao redor do corpo.
Esses pontos apresentamCaso típico de "Hot Spot" leve ausência de pêlo, inflamação e umidade excessiva com escorrimento. Em alguns casos a pele fica seca condicionando pequenas crostas. Como qualquer irritação, o corpo reage com coceiras, lambeduras e mais tarde a mastigação.
Esta dermatite é resultante de traumas, geralmente induzidos pelo próprio animal, no ato de se coçar ou lamber, seja por psicose ou irritação de doenças alérgicas, ectoparasitas, corpos estranhos, pelame úmido ou otites externas. (Saúde Animal)

A resposta do corpo é ou coceira ou se tornar inflamado. A coceira em seguida, faz o cão lamber ou mastigar a área, o que mais prejudica a pele, e cria um ciclo de comichão, coçar e mastigação. (Pet Place)
curtirreajustado
É tipicamente diagnosticado em três partes do corpo. Na região do focinho, na parte inferior do dorso e nas coxas. Veja a imagem ao AbaixoTipicos lugares das lesões
É de suma importância você saber que a dermatite úmida aguda pode ser um sintoma de diversos problemas de saúde. São eles:
  • Alergias: Alergias Inalantes e alergias alimentares
  • Ácaros: Sarcoptes scabei ou Cheyletiella
  • Infecções de ouvido
  • Lesões devido à escovação
  • Displasia da anca ou outros tipos de artrite e doença articular degenerativa
  • Doença da glândula anal
  • Picadas de carrapatos, mosquitos e pulgas
Sendo muito comuns as lesões devido a escovações. Para o melhor diagnóstico é sempre aconselhável procurar um veterinário. As raças de pelo longo ou com pelo subcutâneo são as mais afetadas como Goldens Retriviers e São Bernardos.
458[1] Esse tipo de lesão é mais comum no verão e tem ocorrência esporádica. Elas ocorrem em igual freqüência em cães, tanto dentro como fora de casa. Muitos cães desenvolvem várias dessas lesões ao longo de suas vidas. No entanto, esta não é uma doença de longo prazo. A lesão vai aparecer de repente, se tratado vai embora a menos de uma semana, dependendo do real problema que o cão pode apresentar. Fique atento: Este tipo de machucado tende a aumentar de tamanho drasticamente se não tratado!
Tratamento
Para tratar corretamente é de suma importância que você leve o seu melhor amigo para um veterinário, pois, só assim você vai poder descobrir as causas do aparecimento da lesão. Casos de dermatite, como já foi exposto a cima, pode ser em decorrência de varias enfermidades.
Por se tratar de um tratamento sintomático, é fundamental a eliminação da causa primária, ou seja, do trauma inicial, para obtenção de bons resultados. Alguns animais podem apresentar uma má resposta ao tratamento, necessitando do uso de antibiótico terapia sistêmica (Peter White)
O primeiro passo no tratamento é afastar os pelos sobre a lesão (Dica: Faça duas xuxas) do cabelo sobre e ao redor da lesão. Esta permite que o ar a entrar no tecido inflamado e torna mais fácil de tratar. A superfície da lesão é então limpa com solução . Para ajudar a curar a lesão pós dessecantes, tais como solução de Burows são frequentemente aplicadas. Se o cão é muito sensível este pode ter de ser feito sob sedação. Nos casos mais graves o animal pode ser Consulte um Veterinário!colocado em antibióticos orais e analgésicos e anti-inflamatórios como a aspirina tamponada ou esteróides. (Não dê ao seu gato a aspirina, a menos que prescrito por seu veterinário.) 

Prevenção
Muitos cães que têm repetido problemas com “Hot Spots” podem ter a incidência muito reduzida, mantendo seu cabelo cortado curto durante o verão, dando-lhes banhos freqüentes medicados e seguir um programa rigoroso controle de pulgas. Dependendo da localização do ponto quente, limpar as orelhas regularmente e exprimir as glândulas anais, conforme necessário também pode ser benéfica.
Contribuiram com material os sites:
PetPlace PetEducation Peter White